Notícias

10 dicas para os pais ajudarem seus filhos a encararem, sem traumas, a volta às aulas

na Categoria Artigos

1º. No primeiro dia de aula chegue mais cedo para ter tempo de se aproximar e conversar com as pessoas e para que a criança tenha algum tempo para se entrosar com os novos colegas. Isso ajuda a ela a se sentir mais à vontade e ter mais interesse pela escola.

2º. Leva-a antes do início das aulas para conhecer o ambiente escolar. Em geral as escolas preparam um ambiente bastante atrativo para as crianças. Conhecê-lo antes pode estimular nas crianças o desejo de voltar às aulas.

3º. Cheque na véspera do primeiro dia, se está tudo certo com o material escolar. Esquecer algo no primeiro dia pode gerar estresse em pais e filhos, que nunca é bem-vindo, principalmente num período de adaptação.

4º. Dias antes do início das aulas, vá alterando os horários da criança de modo que eles fiquem o mais próximo possível de como eles serão depois que as aulas começarem. Isso facilita principalmente na hora de acordar cedo, para as crianças que estudam no turno da manhã.

5º. Deixe a criança participar, na medida do possível, da preparação do material escolar. Deixá-los ajudar a encapar os cadernos, ou etiquetar os materiais, por exemplo, ajuda ainda mais a despertar o interesse pela escola.

6º. Da mesma forma que os horários do sono devem ser normalizados, o mesmo acontece com a hora das refeições. Lembre-se que na escola a criança não pode comer na hora que quiser, por isso se enforme sobre os horários das refeições e vá adaptando a criança a eles.

7º. Se a criança for muito pequena, e nunca tiver frequentado a escola antes. Ficar com ela no primeiro dia a ajuda a ter confiança no ambiente escolar, quando ela não tiver os pais por perto.

8º. Planeje os primeiros dias. Lembre-se que com o início do ano letivo os seus horários também serão alterados. Portanto organize-se para acordar a tempo de se arrumar e arrumar a criança sem correria, e lembre-se que com o início das aulas o trânsito próximo às escolas pode ficar mais complicado.

9º. Mostre confiança. Muitas vezes a insegurança dos pais acaba passando para a criança. Se você tem medo de que a criança não se adapte a escola, ou fica preocupado de deixá-la com desconhecidos, tente não demonstrar isso para os pequenos. O objetivo é que eles se sintam confortáveis, e superproteção nessas horas pode ser prejudicial.

10º. Diálogo deve ser a palavra de ordem. Converse com seu filho e explique a importância de cumprir os horários e as tarefas, mesmo nos primeiros dias de aula.

Fonte: Brasil Escola, Ana Paula Bertolin e Lúcia Melo

Recommended Posts

Deixe um comentário